INÍCIO /// NACIONAL
 
 
 
 
 
CNE e SPP uma parceria para continuar.
Artigo publicado a 2016-07-08 /// 3079 visualizações
 
Larga a Chupeta: já foram entregues os prémios!
CNE e Sociedade Portuguesa de Pneumologia entregam prémios aos agrupamentos 295, 1238 e 123 que arrecadaram respetivamente os três primeiros lugares do concurso.
O Corpo Nacional de Escutas (CNE) e a Comissão de Tabagismo da Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) estabeleceram uma parceria que visava chamar atenção de todos para a problemática do tabaco. No âmbito desta parceria foi dinamizada durante o mês de maio na página de Facebook do CNE uma campanha intitulada “Larga a Chupeta – Dia Mundial sem Tabaco” que convidava todos os escuteiros a fazer uma fotografia com a imagem da campanha que chamasse atenção para a problemática do tabagismo. Estiveram a concurso 20 fotografias.

A fotografia mais votada pertence ao Agrupamento 295, Região de Vila Real (400 euros em vale na Decathlon), a segunda mais votada ao Agrupamento de 1238 (200 euros em vale na Decathlon), Região de Setúbal, e a terceira fotografia mais votada pertence ao Agrupamento 123 (100 euros em vale na Decathlon), Região de Braga.

No sentido de destacar o esforço de todos os envolvidos, o CNE e a SPP realizaram uma cerimónia para a entrega dos prémios que teve lugar no dia 8 de julho no Espaço 34 da Sede Nacional do CNE, em Lisboa. Marcaram presença os representantes dos agr. 295 e 1238, o Chefe Nacional Adjunto do CNE, António Theriaga, a vice-presidente da SPP, Cristina Bárbara, o coordenador da comissão de trabalho para o tabagismo, José Pedro Boléo-Tomé, e ainda dois representantes da Tecnifar, empresa patrocinadora da campanha.

Sabendo que a prevenção primária assume uma importância fundamental na redução da epidemia do tabaco, a SPP associou-se ao CNE, dado o importante papel que a associação desempenha na formação de milhares de crianças e jovens. “A prevenção deve ser feita a montante e não a jusante do problema. E quem melhor para o fazer do que estes jovens que dão o exemplo?”, sublinhou Cristina Bárbara.

“A educação para a saúde é um assunto que nos é muito querido e que está no nosso ADN. Este tipo de parceria permite que a mensagem chegue mais longe porque o CNE tem uma grande disseminação geográfica”, enfatizou António Theriaga.

No final da entrega de prémios José Pedro Boléo-Tomé fez questão de sublinhar a pertinência da realização de um protocolo com o CNE no âmbito não só da sensibilização mas também da formação para a temática do tabagismo.

Resultados da campanha aqui.


Texto e Imagem de: Ana Isabel Silva.
 
Bookmark and Share