INÍCIO /// NACIONAL
 
 
 
 
 
Sabias que podes participar na estratégia nacional de educação ambiental para 2020?
Artigo publicado a 2017-02-08 /// 579 visualizações
 
Um caminho para a estratégia nacional de educação ambiental
CNE participa na apresentação da estratégia nacional de educação ambiental para 2020.
Em primeiro lugar esta foi uma de cinco apresentações que serão realizadas ao longo do país: Norte, Centro, Lisboa e Vale do Tejo, Algarve e Alentejo. São cinco regiões, cinco apresentações direcionadas para cinco públicos entre os quais autarquias (a apresentação no Porto), indústria, escolas e organizações não governamentais de ambiente (ONGAs).

O intuito destas apresentações é divulgar a ENEA 2020 e ao mesmo recolher contributos para o documento final. Este será aprovado e publicado em Junho de 2017. Como não foi feita qualquer acreditação à entrada, é provável que o CNE receba mais convites para as próximas apresentações.

A estratégia propriamente dita assenta em cinco princípios orientadores e as suas ações devem ser orientadas para os seguintes três eixos temáticos: valorizar o território, descarbonizar a sociedade, tornar a economia circular. Assim, com esta estratégia pretende-se entre outras coisas: educar para o território; estar no "coração" das autarquias e dos organismos ambientais; conhecer o que se faz pelo país fora nesta matéria; estruturar tudo aquilo que se vai fazendo; promover a literacia ambiental e uma cidadania inclusiva; fomentar parcerias no âmbito da Sociedade Civil.

Podes ter acesso ao documento estratégico aqui

Neste momento o documento está em consulta pública e todos podemos dar o nosso contributo para isso clica aqui

Para passar à ação, está previsto já em março uma dotação de 1 milhão de euros do Fundo Ambiental para apoiar projetos e programas de Educação Ambiental do Governo, autarquias e Sociedade Civil. Nos anos seguintes, a verba a disponibilizar nunca será inferior a este montante.

Após a apresentação da ENEA2020, seguiu-se uma mesa redonda sobre boas práticas em educação ambiental.

Texto de: Nuno Martins. Imagem de: DR.
 
Bookmark and Share