INÍCIO /// REGIÕES
 
 
 
 
 
Entender e debater o Escutismo que vivemos Hoje é a chave para construirmos um melhor movimento escutista de Amanhã.
Artigo publicado a 2017-03-09 /// 1479 visualizações
 
“Escutismo: Escola de Vida”
No âmbito das Comemorações dos 40 anos da Região de Santarém, no passado, dia 5 de março, realizou-se o Fórum Regional com o tema “Escutismo: Escola de Vida”.
Este Fórum pretendeu ser um espaço de partilha e discussão, onde foi possível perceber o papel do escutismo na nossa sociedade e de que modo esta escola é uma mais-valia para todos aqueles que dela fazem parte.

O Fórum iniciou-se pelas 10h de domingo, com uma simples homenagem aos antigos Chefes Regionais de Santarém presentes, Luís Francisco, João Coelho e Paulo Francisco e com uma mensagem enviada pelo Presidente do Comité Mundial do Escutismo, João Armando Gonçalves.

De seguida, prosseguiu-se com um primeiro painel: “O Escutismo no mundo atual”, onde foi possível contar com a presença da Psicóloga e Dirigente Olga Cunha, e do Escritor e antigo Escuteiro Luís Ferreira. Neste plenário foram abordados alguns dos grandes desafios atuais do escutismo enquanto a maior associação de formação de crianças e jovens do país, bem como o que nos distingue das outras associações jovens, quer pelos valores escutistas, quer pelos valores da Igreja enquanto movimento católico.

Após o almoço, o painel da tarde contou com a presença da Jornalista e Diretora de Inovação Social da Fundação EDP, Margarida Pinto Correia, e do Professor e antigo Chefe Regional de Santarém, Rogério Frazão, que nos falaram dos “Contributos do Escutismo para a sociedade”. Por sua vez, este debate foi mais direcionado para a capacitação dos jovens para a vida ativa na sociedade, focando-se os conhecimentos e competências adquiridos no movimento escutista, através do método educativo e ainda pela importância do trabalho conjunto entre a Família, a Igreja e o Escutismo.

Temos a destacar o sucesso da iniciativa, apesar de ter havido uma participação no Fórum Regional que ficou aquém das expetativas. Criou-se uma boa dinâmica através da interação dos presentes com os oradores convidados com intervenções muito pertinentes e que ajudou à reflexão.

Entender e debater o Escutismo que vivemos Hoje é a chave para construirmos um melhor movimento escutista de Amanhã.

Texto de: André Freitas. Fotografia de: Equipa de Comunicação da Região de Santarém.
 
Bookmark and Share