INÍCIO /// REGIÕES
 
 
 
 
 
Guias e Timoneiros trabalham em equipa.
Artigo publicado a 2017-03-15 /// 800 visualizações
 
Região de Aveiro organiza Bivaque
A vila da Murtosa acolheu o Bivaque para Guias e Timoneiros da III secção, da região de Aveiro.
Sob o lema “Olhar a beleza de Deus, é olhar para nós próprios” os guias dos pioneiros e marinheiros procuraram sinais de pista que os guiassem ao longo do seu sistema de progresso.

“O tempo e os tempos! O Jejum” foi o imaginário que procurou congregar o espírito destes jovens no tempo quaresmal, olhando para a vivência da quaresma como um tempo em que nos damos e abdicamos do nosso conforto em favor dos outros, preparando o nosso caminho para a morte e ressurreição de Jesus.

A base das operações para mais de uma centena de participantes neste dia foi o Museu Municipal da COMUR, propriedade do Município da Murtosa e que ocupa hoje as antigas instalações da Fábrica de Conservas da Murtosa, contando a história de uma indústria única e diferenciadora, que se entrelaça na história da Murtosa, e que em tempos juntou uma série de recursos e conhecimentos, permitindo construir um produto diferente de todos os outros.

Também neste dia os guias e mestres juntaram os seus recursos, procurando em cada oportunidade educativa experiências, conhecimentos e ferramentas que facilitassem o seu trabalho em cada equipa e nas suas Comunidades.

Ao longo de um curto raide, foram descobrindo em pequenos recantos jogos e dinâmicas simples, direcionadas para trabalhar cada uma das seis áreas de desenvolvimento que compõem o sistema de progresso. Em cada uma dessas oportunidades educativas foi possível perceber as suas dificuldades e, ao mesmo tempo, descobrir como atingir cada um dos objetivos propostos. A destacar de todas as dinâmicas, no posto sobre a Área de Desenvolvimento Social os participantes contaram com o apoio da Junta de Freguesia do Monte, no arranjo urbanístico de um pequeno jardim, deixando assim uma simbólica marca da sua passagem por estas terras, melhorando um espaço desta comunidade.

No final, a equipa Choco (uma das 10 espécies usadas ainda hoje na indústria conserveira da Murtosa e que deram nome às equipas formadas especialmente para este dia) foi a grande vencedora, recebendo uma lata de conservas decorada especialmente para esta atividade.

A disponibilidade de todos os participantes contribuiu para o sucesso da atividade, não só dos guias que uma vez mais mostraram a fibra dos pioneiros e marinheiros da região de Aveiro, mas também dos dirigentes que deram um pouco mais de si, levando para casa muito mais do que deram.

Texto de: Filipe Loureiro. Fotografia de: Pedro Ventura.
 
Bookmark and Share