INÍCIO /// REGIÕES
 
 
 
 
 
O Centro Escutista de Arcos de Valdevez ganhou muita visibilidade sabe porquê!
Artigo publicado a 2017-04-06 /// 4567 visualizações
 
Centro Escutista de Arcos de Valdevez
No primeiro ano de atividade o Centro Escutista de Arcos de Valdevez recebeu perto de 1400 escuteiros que realizaram mais de 2000 noites de campo.
O Centro Escutista de Arcos de Valdevez (CEAV), na região de Viana do Castelo está a ultrapassar positivamente todas as expectativas, sendo presentemente uma referência de qualidade no quadro dos Parques e Centros Escutistas de Portugal, pela qualidade dos equipamentos e instalações, e, pelas excelentes propostas que o concelho de Arcos de Valdevez oferece aos grupos nas atividades de ar livre, realizadas em pleno contacto com a natureza.

Inaugurado a 30 de maio de 2015, só entrou em funções a 3 de janeiro de 2016, após um necessário compasso de espera para otimização de meios e reforço da qualidade a apresentar aos grupos escutistas, nas vertentes do campismo e acantonamento.

Fazendo uma avaliação em números passaram pelo CEAV, neste primeiro ano de atividade, mais de 50 grupos oriundos de várias regiões do país e do estrangeiro: 192 Lobitos; 258 Exploradores; 320 Pioneiros; 138 Caminheiros e 450 Dirigentes, perfazendo um total de 1356 elementos e 2007 noites de campo.

Também no decorrer do ano de 2016, foram ministrados neste Centro, dois Cursos de Formação para Dirigentes, organizados pela Junta Regional de Viana do Castelo, com recurso a chefes do Departamento Nacional de Formação.

Por sua vez, os agrupamentos têm aproveitado acantonamentos ou acampamentos de dirigentes, especialmente no início do ano escutista para elaborarem e otimizarem as suas estratégias nos respetivos agrupamentos.

A qualidade presente do CEAV não é encarada pelos responsáveis como definitiva. Continuam a investir após a inauguração em equipamentos como frigoríficos, aquecimento central, segurança e emergência, um novo alpendre iluminado com recurso a energia solar (para sensibilizar), mesas de exterior, aquisição de telescópio terrestre e binóculos de longo alcance para o “Programa Terra”, em complemento ao telescópio astronómico existente no “Programa Cosmos”.

Ao entrar para a rede nacional dos “Parques e Centros Escutistas”, o CEAV ganhou visibilidade nacional, atraindo assim para o concelho, grandes grupos de crianças, jovens e adultos do movimento, comprovando-se na prática que o esforço conjunto do agrupamento e do Município Arcuense se revelou uma mais-valia para o escutismo e para o concelho.

Texto de: Fernando Ribeiro. Fotografia de: Centro Escutista de Arcos de Valdevez.
 
Bookmark and Share