INÍCIO /// REGIÕES
 
 
 
 
 
Participantes reunidos para a primeira edição do Mega-Peganuc.
Artigo publicado a 2018-01-29 /// 908 visualizações
 
O I Mega-Peganuc
A Junta de Núcleo Cidade do Porto realizou o primeiro Mega-Peganuc, um espaço de reflexão e partilha.
No mínimo curioso e inédito! Participantes são convocados para uma atividade através de coordenadas GPS.

O I Mega-Peganuc, atividade de formação informal destinada a Dirigentes e Caminheiros, organizada pela Junta de Núcleo Cidade do Porto proporcionou aos participantes um espaço de reflexão e partilha sobre aspetos importantes no seu percurso, o seu papel no Escutismo, na Comunidade e no Mundo.

Os cerca de 100 Dirigentes e Caminheiros foram encaminhados para o local onde se desenrolou a atividade, o Seminário Maior da Diocese do Porto. Durante toda a tarde foram trabalhados três domínios: o EU com palestras de bivaque sobre gestão de conflitos, necessidades educativas especiais, comunicação e motivação de Adultos; a COMUNIDADE com palestras sobre a 8ª maravilha do método, sistema de projeto/sistema de patrulhas, Animação da Fé e avaliação de riscos; o MUNDO com palestras sobre alterações climáticas, não deixes vestígios, voluntariado internacional e educação para a cidadania.

A encerrar a parte da tarde e antes do jantar, Carlos Fernandes (Cali) falou-nos sobre “ O Cristão na Igreja e no Mundo”.

O Padre Renato Poças, assistente regional da Junta Regional do Porto e Prefeito do Seminário Maior, foi o cicerone guiando os participantes pelos corredores da casa e dando a oportunidade de conhecer a capela do seminário, apreciarem a vista da varanda do seminário e por fim conhecer os jardins onde foi servido o jantar.

O I Mega-Peganuc fechou com a dissertação sobre “Eu, a Comunidade e o Mundo” proferida por João Armando Gonçalves.

A encerrar esta atividade usaram da palavra António Costa, Chefe de Núcleo da Cidade do Porto, que agradeceu a presença dos participantes bem como o empenho de todos os membros da sua equipa, dos voluntários e dos palestrantes Cristina Mota, Paulo Rodrigues, Joana Costa, Catarina Rocha, António Meireles, Miguel Lontro, Alberto Machado, Pedro Batista, Rita Ribeiro e Paulo Magalhães da Associação Zero que, sem esperar recompensa, dispuseram do seu tempo e partilharam o seu saber.

Agradecimentos ainda ao Padre Renato Poças, o Chefe Regional, Hugo Carvalho e o Chefe Nacional Ivo Faria, que agradeceu convite e considerou o encontro bastante enriquecedor para todos, onde pudemos partilhar experiências, e onde ele teve a oportunidade de falar sobre a 8ª maravilha do método.

Desafiou a todos a ser capazes de, quando voltarmos às nossas sedes, incentivar os nossos “miúdos” a, de facto, comprometerem-se com as suas comunidades locais, de trabalharem com elas e para elas no duplo sentido de ajudarem a construir a comunidade, de ajudarem a transformá-la e com isso transformar o Mundo e por outro lado eles próprios a crescerem e desenvolverem-se a si próprios. Nós, para além de os motivar, temos também a responsabilidade de tentar criar pontes com as forças das nossas comunidades para que elas possam, posteriormente, acolher os nossos escuteiros.

Texto e fotografia de: Manuel Joaquim.
 
Bookmark and Share