INÍCIO /// NACIONAL
 
 
 
 
 
O tema desta edição inaugural foi o "Escutismo, Movimento Seguro".
Artigo publicado a 2018-06-07 /// 1366 visualizações
 
A 1ª edição do Animathon
No passado dia 1 de junho, decorreu na Serra de Montejunto, região de Lisboa, a 1ª edição da atividade da Secretaria Nacional dos Adultos, Animathon.
Uma maratona de formação para dirigentes do CNE com vista à abordagem dinâmica e escutista de temáticas formativas específicas.

Esta primeira edição decorreu num modelo experimental com dois representantes de cada região, e ainda com os secretários regionais dos adultos e da formação como observadores convidados.

O tema desta edição inaugural foi o "Escutismo, Movimento Seguro". Um tema muito importante para o CNE, em linha com as preocupações mundiais da WOSM sobre as temáticas de proteção de crianças e jovens perante abusos e ameaças várias.

Após pernoita em acantonamento no Quartel Militar de Montejunto, ao longo de todo o dia de sábado os participantes, organizados em patrulhas, realizaram um percurso montanhoso com cinco postos, onde foram abordados cinco temáticas prioritárias do Escutismo, Movimento Seguro, nomeadamente: Introdução ao tema e à política; bullying; utilização segura das tecnologias da informação e comunicação; boas práticas na relação educativa; dependências.

Ao longo desse percurso o imaginário procurou explorar a riqueza e desafio da subida de uma montanha. Subida física, como desafio a superar e, subida metafórica associada ao processo de aprendizagem formativa, com todas as dificuldades e riquezas inerentes.

A atividade teve o seu término no Santuário de Nossa Senhora das Neves com uma Celebração Eucarística intimista e um momento de partilha conjunta do trabalho realizado.

O balanço e avaliação foram muito positivos, com grande satisfação e enriquecimento nos participantes. O principal objetivo do Animathon foi plenamente atingido, que foi apresentar um modelo de abordagem dinâmica à formação, aplicando o Sistema de Patrulhas, a Vida em Campo e o Aprender Fazendo, retirando-os do tradicional ambiente de sala e dotando-os de uma perspetiva aberta e mais enriquecedora.

Texto de: Nelson Pantaleão. Fotografia de: Paulo Cruz.
 
Bookmark and Share