INÍCIO /// ACTUALIDADE
 
 
 
 
 
Apoio dá resposta às necessidades básicas das pessoas isoladas ou em situação de vulnerabilidade.
Artigo publicado a 2020-05-11 /// 496 visualizações
 
Escuteiros de Guimarães apoiam em serviço social
O Município de Guimarães criou uma Rede de Apoio Social de Emergência, da qual fazem parte o Núcleo de Guimarães do CNE e a Fraternidade Nun'Álvares de Guimarães.
O objetivo é dar resposta às necessidades básicas das pessoas isoladas ou em situação de vulnerabilidade no concelho de Guimarães. Para isso foi criada uma plataforma de apoio social, da qual o Núcleo de Guimarães do CNE e os Núcleos da FNA de Guimarães também fazem parte.

São diversos os apoios e serviços aos quais os voluntários estão a dar resposta, dos quais se destaca o apoio ao centro de acolhimento para pessoas em situação de sem abrigo.

Os Dirigentes e FNA estão assegurar o jantar três dias por semana, e aos domingos garantem o almoço e o jantar. Este apoio consiste em levantar as refeições na cantina económica e entregar às pessoas que permanecem no centro de acolhimento. Para além de servir a refeição, os Dirigentes preparam também o lanche e o pequeno almoço nesses mesmos dias, fazem medição da temperatura corporal, procurando assim garantir o bem-estar de cada um dos residentes. Este serviço iniciou-se no início do mês de março, assim que as medidas de confinamento foram decretadas pelas autoridades de saúde pública.

Os voluntários fazem também companhia e acompanhamento social durante o almoço, sendo esta uma forma natural de socialização e de minimização dos impactos emocionais e psicológicos em pessoas que dadas as suas circunstâncias se encontram muito fragilizadas. E o momento que todos estamos a viver tende agravar ainda mais esta situação de fragilidade e abandono.

Esta ação está devidamente enquadrada com as diretrizes enviadas pela Junta Central, na sua circular 08-CN-2020.

Texto e fotografia de: Ernesto Machado.
 
Bookmark and Share