INÍCIO /// ACTUALIDADE
 
 
 
 
 
Escuteiros deram o exemplo.
Artigo publicado a 2021-01-26 /// 352 visualizações
 
Envolvimento Jovem na política e CNE como escola para a vida
Escuteiros foram mobilizados para ajudar nas secções de voto a orientar a população para as mesas de voto e garantir que as regras de distanciamento e o cumprimento das normas por parte dos cidadãos.
No passado dia 21 de janeiro, decorreram as eleições presidenciais, em todo o território nacional. Estas eleições ocorrem de cinco em cinco anos com a finalidade de todos os cidadãos portugueses, maiores de 18 anos, terem a oportunidade de eleger quem pretendem que represente a República Portuguesa.

Como indica o segundo princípio "O escuta é filho de Portugal e bom cidadão", os escuteiros devem ser os primeiros a dar o exemplo e a servir o país. Assim, por todo o território foram diversos os agrupamentos convocados a prestar auxílio durante o dia de domingo. Os escuteiros foram mobilizados para ajudar nas secções de voto a orientar a população para as mesas de voto e também a garantir que as regras de distanciamento e o cumprimento das normas por parte dos cidadãos.

Além desta iniciativa, por forma a incentivar a participação jovem nesta decisão e para mostrar aos jovens que também têm um papel fulcral na eleição dos governantes, o CNE aliou-se ao Conselho Nacional da Juventude (CNJ) e, através da rede social, Instagram, lançaram um apelo. Este apelo, desafiou os jovens adultos do movimento a gravar um pequeno vídeo sobre o qual era a maior motivação para ir votar, e devidamente uniformizados, com o intuito de chegar ao maior número de jovens possíveis e assim mobilizar grande parte desta faixa etária às urnas.

Texto de Sara Rodrigues. Fotografia de: 729 Cascais.
 
Bookmark and Share