INÍCIO /// ACTUALIDADE
 
 
 
 
 
Escuteiros homenageados.
Artigo publicado a 2014-10-16 /// 1376 visualizações
 
Escuteiros homenageados pela Junta de Freguesia das Avenidas Novas
A Junta de Freguesia das Avenidas Novas, em Lisboa, realizou uma cerimónia de condecoração de algumas personalidades e instituições relevantes para o desenvolvimento social e cultural da freguesia.
Foram homenageados dois dirigentes do CNE, Pedro Aparício e Margarida Gonçalves, a pintora Graça Morais, o actor Octávio de Matos, as Irmãs Cluny e os assistentes das paróquias de Nossa Senhora do Rosário de Fátima e São Sebastião da Pedreira.

Segundo Daniel Gonçalves, presidente da Junta de Freguesia "é uma honra estar aqui hoje poder condecorar os escuteiros que fazem parte integrante da freguesia". Os filhos deste presidente de junta também foram escuteiros e como o próprio destaca foi algo que contribuiu positivamente para o seu crescimento enquanto indivíduos, porque o escutismo "é uma grande lição de vida". Daniel Gonçalves afirma ainda que os escuteiros desenvolvem um papel muito importante na freguesia e, enquanto junta a missão assumida é a de "apoiar todas as instituições que estejam vocacionadas para ajudar a população".

Pedro Aparício, dirigente do Agrupamento 848 Nossa Senhora do Rosário de Fátima, recebe com surpresa esta distinção e refere que “é sempre bom vermos o nosso trabalho reconhecido, mas mais importante é o trabalho do agrupamento e todos os que não entram na homenagem e eu sou só o rosto do agrupamento”.

Com a nova reforma administrativa da cidade de Lisboa, o Agrupamento 848 Nossa Senhora do Rosário de Fátima e o Agrupamento 40 São Sebastião da Pedreira partilham a mesma junta de freguesia e, apesar de pertencerem a núcleos diferentes (Oriental e Ocidental de Lisboa, respectivamente), esta proximidade faz com se criem "novos laços de cooperação e amizade" realça Pedro Aparício.

Margarida Gonçalves, Chefe de Agrupamento de São Sebastião da Pedreira, afirma que foi com surpresa que recebeu esta nomeação "vivo aqui desde que nasci e estou neste Agrupamento desde 1991 (…) nunca assisti a nada semelhante". Segundo a Margarida, estas nomeações são importantes porque é sinal que o trabalho desenvolvido pelos agrupamentos é "reconhecido localmente".

Texto e fotografia de: Cláudia Martins.
 
Bookmark and Share